sexta-feira, outubro 15

Por que?

Por que ser diferente? Ou melhor, por que ser indiferente? Essas são perguntas que me faço freqüentemente. A intensidade dos meus sentimentos em alguns momentos me incomoda, principalmente quando eles me deixam vulneráveis. Vulneráveis ao sofrimento, às desilusões amorosas, ao acreditar na bondade alheia. E tudo isso me faz querer ser diferente. Mas porque ser indiferente com as pessoas? Por que evitar o friozinho na barriga quando se está apaixonada? Por que não dá um grito de alegria quando algo dá certo? Por que não ficar compadecido com a situação de algum amigo? Por que controlar emoções que só nos fazem crescer, amadurecer? Controlar para não ser controlado! Esta seria uma resposta relevante. Por que vamos admitir, que uma paixão avassaladora nos deixa burros, cegos e dependentes. Mas e o lado bom de estar apaixonado? O olhar brilhante, o sorriso frouxo (meio sem motivo), o pensamento perdido ou direcionado, as mãos frias, suadas, o coração acelerado, a saudade que se faz presente em um minuto de ausência. Por que evitar todos esses sentimentos que só nos fazem sentir vivos? Já parou para pensar em uma pessoa fria, gélida ou, simplesmente, uma pessoa que demonstra essa indiferença mesmo não sendo completamente assim? Uma pessoa que não se permite envolver-se, apaixonar-se... deve ser uma situação complicada, saber que têm pessoas que lhe amam e você não tem facilidade em sentir o mesmo ou retribuir este amor. Mas chego à conclusão que prefiro ser assim... vulnerável, sentimental, sensível. Por que tenho maior probabilidade de ser feliz com quem sempre sonhei.

4 amor e ilusão:

Thiago César disse...

belo texto, concordo plenamente!

CA Ribeiro Neto disse...

Oi Thayane!

Sou o Carlinhos, do Blogs de Quinta! E, aliás, seja bem vindo a ele!

O Cabeça me disse que já te explicou como funciona, então, se tiver mais alguma dúvida, é só perguntar!

Vou avisar agora da sua adesão ao nosso grupo, para eles colocarem seu blog nos links

--------------------

Quanto ao texto, é bem verdade o que você disse. Mas demonstrar sentimentos, em determinados momentos de nosso mundo injusto, nos mostra fracos. Então, de vez em quando é importante uma armadura...

Ju Hess Moya disse...

Logico sinta-se em casa

Daniel Romano disse...

Belo texto, parabéns!

Você se expressou muito bem, concordo com tudo que está escrito.

Um texto gostoso de ler, um texto que diz a verdade!